290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Ir em baixo

290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Dom Mar 18, 2018 2:02 pm



A floresta labirinto é o paraíso de diversos animais extremamente perigosos para os aplicantes que tentam tirar sua licença hunter. 

Os animais que aqui espreitam fazem dos humanos a base da sua alimentação. Eles são bastante ferozes e atacarão qualquer um que se aproximar deles. 

O grau de dificuldade desse exame o coloca em primeiro, por ser incrivelmente fácil.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Na 290º edição do exame hunter é onde vocês participarão
O primeiro desafio? Chegar na floresta Labirinto. 

Serão dez turnos correndo até chegar nela. Todos eles narrados.
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Dom Mar 18, 2018 6:33 pm

A Ordem de postagem será dos primeiros que chegarem ao exame Hunter. Para chegar nessa parte, faça um breve prólogo explicando como chegou no exame Hunter.

Aqui vão alguns fatos da entrada

• Para encontrar o exame hunter, o jogador deverá passar por uma loja de roupas femininas chamada de "Pantsu CO"
•Deverá pedir uma calcinha Kuma tamanho extra G
•O dono perguntará: "Não temos desse tamanho senhor(a)" e o jogador deverá responder. "Pois então me deixe ver o gerente de fora" assim ele será levado para uma porta nos fundos da loja.
•Na parte de trás da loja, o jogador encontrará com um velho. Nisso ele deve pedir um beijo "Chuchu Pantsu" e esperar o dono da loja responder, "bem vindo ao exame hunter".


Após seguir os requisitos desse ano, ele será levado até uma porta, onde se encontra o administrador da primeira fase do Exame.

•Alto, magro, com cabelo curto. < Descrição breve do Examinador.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Joruk Halgal em Qua Mar 21, 2018 1:49 pm



      Depois de fugir por alguns anos, mais precisamente três, o garoto havia descoberto uma informação de extrema importância para ele: Se passasse no exame hunter tornar-se-ia alguém livre das perseguições. Intocável pela policia e todos aqueles que queriam fazer-lo pagar pelo assassinato do seu pai. Tudo bem que para um morador "inexistente" da cidade meteoro, só esse pensamento já era algo praticamente inexistente, mas ainda assim ele temia as represálias.

      No meio de sua jornada, ele descobriu como se inscrever para o exame hunter da última turma: Deveria comprar uma calcinha.

      Assim sendo, numa cidade qualquer num país que não sabia o nome ele encontrou uma dessas lojas: "Pantsu Co" e entrou nela. Uma atendente bonitona lhe apresentou algumas calcinhas, indagando se era pra alguma namorada ou parente; ruborizado pela pergunta, tímido demais, o garoto acabou acenando com a cabeça e gaguejando em meio a sua frase.

      - E-Er... eu gostaria de uma K-kuma tamanho extra G - Pedira baixo pelo produto.

      -Não temos desse tamanho, senhor... gostaria de ver outras? - Perguntou a atendente, com um sorriso na face.

      - P-posso falar com o gerente de fora? - Disse ele reunindo um pouco mais de coragem para fazer a proposição.

      A mulher acabou dando de ombros e foi levando o para fora do estabelecimento onde ele encontrou um homem fumando.

      Assim que notou a figura envelhecida do idoso que o esperava ali. Ele pediu fazendo biquinho "Eu quero uma Chuchu pantsu". O homem o mediu de cima abaixo e entregou pra ele um pequeno papel contendo uma localidade e nisso com uma resposta seca e rouca, sua voz escapou: "Bem vindo ao exame hunter. Com essa frase o garoto saiu do local.



      Algumas horas depois ele já via um homem alto e esguio. O encarou de longe e deu um breve sorriso. Aquele era o começo da sua vida como um Hunter.
avatar
Joruk Halgal

Mensagens : 6
Data de inscrição : 18/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Noe em Qui Mar 22, 2018 7:25 pm


Sabia que o exame Hunter não seria lá fácil, mas as especificações desse ano eram um tanto peculiares, pensou ela a medida que terminava de se arrumar. Deixou o hotel que se hospedara na cidade com apenas uma bolsa simples tipo carteiro, retirando logo o livro da vez da parte interna do casaco, ajeitou os óculos sobre os olhos e colocou um chiclete na boca começando a andar em direção ao local indicado para o exame. Era impressionante o modo com que esquivava das pessoas mesmo presa em seu lúdico mundinho dos livros, o corpo estava tão acostumado a tarefa que parecia guiado por um gps e não demorou muito para chegar a frente da “Patsu Co”.

Entrou na loja ainda imersa na sua leitura até que uma voz feminina, ao longe na sua atenção, começou a falar algo.


_... Ajudar em alguma coisa senhorita? – Ela ergueu os olhos a encarando com uma expressão relativamente confusa, a olhar então para os lados se vendo cercada de lingeries de todos os tipos... Quando digo todos os tipos, quer dizer todos os tipos mesmo.

_Aaaahn.... Perdão eu não... ouvi...

Sua atenção foi desviada para um conjunto bem erótico de oncinha, o que ela achou devidamente interessante.

_A senhorita esta me ouvindo? – a vendedora parecia estar perdendo um pouco a paciência com sua distração.


_Ah! Claro...claro que sim! Hahaha – disse dando um sorriso bem sem jeito a segurar o livro na frente do corpo se balançando levemente, costumava fazer isso para pensar. - ...Esse conjunto é interessante, para...reprodução... não é? Deve sair muito pra isso...Você sabia que as onças pintadas são um dos mamíferos que em seu habitat natural são sexualmente ativas o ano inteiro?  


A vendedora arqueou uma das sobrancelhas basicamente dando a ela um atestado de “babaca”, o que a fez mais constrangida ainda a levar uma das mechas do cabelo curto para trás da orelha murmurando bem baixinho.

_ Hn... Eu.. Gostaria de uma Kuma...Tamanho extra G...


Ela não falara baixo porque tinha vergonha de comprar calcinhas, ela até tinha a bendita Kuma, era uma calcinha ótima para dormir, mas EXTRA G? Não, ninguém a veria pedindo por um numero desses, iam suspeitar na hora, ela não vestia EXTRA G nem de longe.

_Não temos desse tamanho senhorita, gostaria de ver outras?

_Posso falar com o gerente de fora?

A mulher suspirou como se tivesse aliviada, que ultraje! Estava se esforçando tanto para ser educada...E conveniente! Claro que conveniente! Agora ela poderia vender as lingeries de procriação com indicações pertinentes para seus clientes, que ingratidão!

Quando atravessou a porta fez um bico, cruzando os braços abaixo do busto o deixando mais irreverentes do que já eram, falando irritadiça para o velho que a encarava de cima a baixo com um sorriso interessado.

_Quero uma Chuchu pantsu!

Ele a entregou o papel com novas informações e a felicitou, dando boas vindas ao exame Hunter, e assim ela seguiu para o novo local indicado e finalmente chegando ali, ela suspirou fundo observando os concorrentes, não eram muitos até então, e também a figura alta e esguia que parecia se destacar ali a qual presumia ser o examinador. 

Sentou-se no chão abrindo o livro cruzando as pernas quando a frase da leitura estalou em sua mente, uma previsão, um aviso...

“Sabemos o que acontece quando uma pessoa tem esperança de obter uma coisa desesperadamente desejada, parece bom demais para ser verdade.”
avatar
Noe

Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
90/90  (90/90)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
40/40  (40/40)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Joruk Halgal em Sex Mar 23, 2018 12:45 pm


      Sendo o mais novo dos que acabavam de chegar e tendo de esperar ainda por mais algum tempo. Acabou notando a garota que se sentava lendo algum livro que chamou a sua atenção. Não pelo o livro em si, mas como ela conseguia se manter tão calma diante de tamanha situação; ele estava extremamente nervoso.

      Veio se aproximando nas pontas do pé, meio que para não desconcentrar a garota de sua leitura e quando estava a apenas alguns metros se sentou sobre os calcanhares apoiando o queixo nas palmas e ficou a encarando por um certo tempo. Não tinha coragem nem pra perguntar o que ela estava fazendo, quem dirá indagar o motivo de sua calma.
avatar
Joruk Halgal

Mensagens : 6
Data de inscrição : 18/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Makani "Mak" Külana em Ter Mar 27, 2018 5:17 pm

           -"Pantsu CO", é? Bem que falaram que nada precisa fazer sentido nesse exame... Bom, que seja. Eu só tenho que chegar antes dele e o próximo almoço sai de graça. - Dizia o rapaz com um sorriso maroto no rosto.
           A viagem até a localização do exame Hunter foi muito mais rápida do que o esperado. Mak se preparou para uma travessia longa, perigosa e exaustiva. Por bem ou por mal, a tranquilidade pairou sobre o barco e em 2 dias chegaram ao seu destino. Por outro lado, o tempo que poderia ser aproveitado para explorar a cidade e seus arredores foram o suficiente para animar Makani.


           No fim do terceiro dia, Makani foi até o local indicado para dar início ao exame. Deveria falar algum tipo de código ou senha. Algo assim, ele esperava. O papel com as instruções ficou com seu amigo de pior memória, mas ele não contava também esquecer a senha e o resto das instruções. Como era possível um intelecto tão grande ter uma memória tão ruim? Ah, pouco importa. É só eu desenrolar com essa atendente aí e tudo se resolve. Tô até esquecendo de manter em 3ª pessoa e a formalidade. Que início de dia, hein?



           - Posso ajudar o senhor? - Dizia a atendente com um olhar um pouco apreensivo. Não era todo dia que alguém entrava na loja falando sozinho e com aquela aparência "exótica".

           - Tô contando com isso, moça. Eu preciso de uma calcinha "Kuma" Extra G. A mais confortável, cheirosa e do modelo mais bonitinho, por favor. - Essas palavras não ajudaram a tranquilizar a atendente, tenho certeza. Suas sombrancelhas arquearam e não sabia se ela queria rir ou chamar a polícia. Ela prosseguiu: - Sinto muito, mas nós não temos esse tamanho. O senhor quer ver algum outro modelo? - Acho que vou dar uma curtida com a cara dela. A coitada tá toda envergonhada. Hahahahahaha! Vou prosseguir a sacanagem e paro quando estiver no limite. Quem sabe assim eu até lembro da tal senha: - Coméquié?!??! Não tem?!??! Uma loja desse calibre não tem a minha "Kuma" Extra G favorita? Isso é um absurdo!!! Sabe quanto tempo eu viajei pra vir aqui comprar essa bagaça, minha senhora? Faça-me o favor... Faz o seguinte: chama o gerente dessa bagaça aqui, que eu vou trocar uma ideia com esse maluco aí. Eu não sou palhaço não, madame. - Calma, senhor! Tenha calma! É só me acompanhar, por favor. - Olha aí. Eu tô até me sentindo mal já. Vou dar uma zoada no gerente e parar. Sem necessidade de continuar sendo babaca.



           Ué, uma porta pro lado de fora? Ela vai me expulsar mesmo? Vou trocar a perspectiva e dar um salzinho nisso aqui. *cof cof*A porta levava para um beco nos fundos da loja. Makani aceitou a sugestão para evitar mais problemas. Quem sabe assim lembraria da senha. Foi falar com um velho que estava encostado em uma das paredes do beco: - Aí, meu bom. Cê que é o gerente? Eu tenho uma reclamação. - O velho permanecia imóvel e indiferente ao jovem. Parecia aguardar alguma coisa. Será que ele que deveria ouvir a senha? Mak resolveu falar a primeira coisa que veio à mente: - Ah, vai. Me dá um "Chuchu Pantsu" aí, vovô. - Então, o velho reagiu abrindo um caminho e dizendo "Bem vindo ao Exame Hunter". Olha aí, que moleza! Só esperar no lugar indicado agora. Poucas pessoas ainda e a melhor parte: o que havia apostado com ele não estava ali. Almoço grátis na conta de seu parceiro. Só de pensar nisso, um sorriso se abria enquanto olhava quem estava na sala. Quem lhe chamava a atenção eram dois: um menino deveras novo, talvez entre 15 e 16 anos, a outra figura estava sentada no chão lendo alguma coisa. Já que estavam próximos um ao outro, resolveu interagir. Deu um salto entre ambos e já foi puxando assunto: - Tô na área! Se derrubar, é pênalti! Tudo tranquilo com vocês aí? Primeira vez? Deve ser. É a minha também. Podem me chamar de "Mak". Qual o nome de vocês?
avatar
Makani "Mak" Külana

Mensagens : 5
Data de inscrição : 27/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
150/150  (150/150)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Joruk Halgal em Ter Mar 27, 2018 10:12 pm


      Sua interação breve com a menina passou rápido, quando um novo rapaz se aproximou deles. O que ele queria afinal? Será que ele também estava curioso em como ela conseguia se manter tão calma? - Não, isso não era verdade.

      Pode notar essa passagem tão rápida de simples curiosidade para intromissão de forma natural.

      Rapidamente o garoto se sentiu um pouco acuado e a espontaneidade do rapaz o assustou. Ele caiu para trás, ainda extremamente nervoso com tudo o que estava acontecendo. Rapidamente balançou as mãos em frente ao corpo tentando pensar em alguma desculpa que pudesse desfazer o provável mal entendido.

      - E-eu me chamo J-joruk! Prazer. Sim é a minha primeira vez... eu não tava dando encima dela, eu nem conheço ela e.,.. e.... como você consegue se manter assim tão tranquilo? O que são vocês? Como podem se sentar e conversarem ou lerem de forma tão trivial? Aqui que nosso destino será posto a prova.... e- eu não sei como conseguem.

      Um rápido e súbito rubor surgiu na face, nunca havia conversado durante tanto tempo com qualquer pessoa que não fosse seu irmão. Quem dirá dizer tudo aquilo, e ainda de forma espontânea? Acabou achando que havia falado mais do que devia e que seria criticado, assim se acolhendo um pouco e de forma tímidade.
avatar
Joruk Halgal

Mensagens : 6
Data de inscrição : 18/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Noe em Qua Mar 28, 2018 3:43 pm



Ler sempre a acalmava, era incrível o numero de coisas que podia aprender em algumas folhas, chegou a sorrir com certas passagens do livro nem menos escutando o tímido rapaz se aproximar um tanto interessado na sua leitura. Foi então, que de encontrão outro se intrometera ali, em sua efusividade ela acabou erguendo os olhos com a focar lentamente com os óculos meio tombados os rostos dos dois. 

_Ah! - Exclamou lenta vendo eles papearem sobre primeira vez, se apresentando de um modo interessantemente descontraído, quer dizer, o tal J-joruk, parecia um tanto tímido, não que isso fosse problemático para o animado maior que falava pelos cotovelos. - Desculpem, precisam de... algo?

Noe não era muito chamativa a primeira vista, tinha os cabelos mais curtos em um negro que puxava para o roxo de tão escuro. Os olhos, praticamente de mesma cor, pareciam um tanto vazios apesar da sua expressão saudável, e com um sorriso pequeno - e meio perdido porque ela não estava entendendo muito bem o que falavam, afinal, sua cabeça ainda estava se desligando das planícies de um lugar fantástico chamado Nárnia, e tinha certeza que vira uma ninfa passar na orelha do menor ali e...

Rapidamente ela estapeou as bochechas com as duas mãos tentando voltar para a realidade.

_Desculpa... - murmurou abaixando o olhar e fechando o livro de vez - Estava distraída e... achei que tinha... Bom não importa... Erm... Muito prazer, Noe.

Estendeu as duas mãos deixando o livro sobre as pernas esperando talvez que cada um apertasse uma, isso se não saíssem correndo porque ela era uma pessoa bem estranha, naturalmente emanava isso, sua cabeça extremamente funcional parecia trabalhar como uma máquina que nunca perdia combustível. Mal olhava em seus olhos, as pupilas pareciam navegar de um lado para o outro, parecia que o corpo estava ali, mas a cabeça...

_ Oh não se preocupe com isso menino J-joruk. - Repetiu o nome do jeito que o rapaz falara, dando um tapinha amigavel em seus ombros de modo repentino - ...Como já dizia Séneca "O destino conduz os que consente, e arrasta aqueles que resistem", estou em plenas condições mentais de minhas escolhas para esse exame, apesar de não ter uma saúde tão boa! Mas... Eu não vou ser arrastada, eu vou conseguir!

Com isso foi se erguendo dando um tapinha no macacão e segurando o livro a frente do corpo a encarar ambos de um modo aluado, mas extremamente gentil.
avatar
Noe

Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
90/90  (90/90)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
40/40  (40/40)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Makani "Mak" Külana em Qua Mar 28, 2018 4:21 pm

Ver o menino cair pra trás quase trouxe algum espanto. Foi algo que Mak havia feito? Algo que havia falado? Estava mais feio ou sujo do que de costume? O coitado havia caído pra trás e começado a falar desesperadamente. Tranquilizá-lo seria algo importante, antes que ele entre em pânico.

                    - Calma, bicho. Fica tranquilo. - Falava enquanto levantava o rapaz à força, puxando sua mão e o colocando de pé. - Eu sou um aventureiro. Resolvi tornar isso minha profissão ao virar um Hunter. Acho que já passei uns perrengues aí piores do que essa situação atual, por isso dá pra ficar bem de boa. Se for pro meu destino ser posto à prova, é bom vir quente que eu tô fervendo!


                    A outra moça levou algum tempo pra reagir, mas pelo menos não estava tão assustada. Chegou até a estender as mãos para que cada um apertasse. Noe era o seu nome. Ambos pareciam ser bastantes inexperientes. Joruk dava sinais que já passou por muita merda. Noe parecia mais inteligente ou estudiosa, mas seu corpo demonstrava claramente muitas fraquezas. Tal informação foi confirmada pela mesma. Mak já abria outro sorriso enquanto apertava uma mão da moça e a puxava para ficar de pé também.

                    - É um prazer conhecê-los. Já gostei de vocês, estou disposto a ajudá-los, eu só preciso consultar esse assunto com o meu parceiro. Por acaso vocês não o viram aqui não, né? Ruivo, alto, forte, leva um espadão junto? De qualquer forma, eu me resolvo com ele. De qualquer forma, caso vocês precisem de alguma ajuda, podem me pedir. A gente passa nesse exame aqui com um pé nas costas.

                    Makani parecia um sol brilhante no céu do meio dia, tamanha sua confiança nas próprias habilidades (e nas de Ulrik). Ouvir a menina citar Seneca o espantou. Parece que a menina também era fã de conhecimento, algo que ele já não via em outra pessoa há algum tempo.


                    - Bom, eu vou bater um pouco de perna por aqui, sondar o ambiente e já já, eu volto pra tirar uma pestana. Enquanto meu parceiro não chega, vou contar com vocês pra cuidar da minha retaguarda. Qualquer coisa, é só gritar. A não ser que vocês queiram vir comigo...

                    Falava de forma provocativa, afim de incitar ambos a reagirem de alguma forma. Mak era gentil, mas não era bobo. Não iria se associar a 2 pesos mortos completamente inúteis naquele momento. Caso tivessem alguma habilidade útil ou até algum potencial para eles mesmo, permitiria que se juntasse a ele, independente dos pensamentos de Ulrik, cujo estava bastante atrasado e devendo um jantar para Makani. Com as mãos esticadas para ambos Joruk e Noe, perguntava sorrindo:

                    - E aí? Vão vir comigo ou ficar aí com a traseira dando bote?
avatar
Makani "Mak" Külana

Mensagens : 5
Data de inscrição : 27/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
150/150  (150/150)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Country Kiddo em Qui Mar 29, 2018 2:11 pm

Atrasado . . . Atrasado . . .  Atrasado . . .  !


Era tudo o que conseguia pensar naquele momento enquanto corria desesperadamente nesta estranha cidade em que havia chegado recentemente apenas com o intuito de participar no exame dos Hunters que acontecia apenas duas vezes ao ano aproximadamente. Por mais que quisesse ter pago aquele copo de leite que havia tomado no Bar do tio Skeeth, certamente podia se dizer que aquilo era muito mais importante do que manter as dividas em dia. Foi necessário quase que um dia inteiro desde que havia chegado a aquela maldita cidade desconhecida e nada agradável para encontrar o primeiro encontro de seu destino . . . Que na realidade, era só uma loja de calcinhas. Não hesitou em entrar e permanecer observando aquela loja por algum tempo com uma expressão total de confusão: Afinal de contas, o que o Exame de Hunter tinha haver com calcinhas? Será que eles eram contratados para lavar elas ? Ou para outros fins ? Na cabeça daquele moleque que veio da roça, quase todo tipo de bizarrice ocorria ate finalmente ter sido interrompido por um dos atendentes.


[ Funcionário ] - Erm . . . Garotinho, você se perdeu dos seus pais ?

f]Garoto Caipira ] - Que ? Mas que porra é essa cabra da peste, que susto bicho ! Eu só to procurando calcinhas Kuma extra G para a gorda da minha irmã, ô sinhor tem ? - Era evidente um sotaque caipira muito forte vindo do moleque, e o atendente apenas olhou extramente confuso ele ter pedido a peça daquela maneira.

[ Funcionário ] - . . . Você não é muito novo para comprar calcinhas ? E sinto lhe informar, mas não temos calcinhas deste tamanho.

[ Garoto Caipira ] - Bicho xupinga inútil do caralho, quero ver o gerente de fora então porra !


Um minuto de silencio surgiu naquele instante, mas não demorou muito para que o funcionário apontasse para aonde deveria ir - Que a principio, tornou-se a ficar um pouco confuso e até mesmo perguntou novamente para o funcionário por onde deveria ver o gerente de fora novamente. Assim que o homem confirmou mais uma vez para o caipira por onde deveria ir, sem muitas opções, o garoto acabou seguindo em frente para fora do estabelecimento através daquela passagem. Ao chegar para o outro lado, acabou dando de cara com um velho que permanecia o encarando com um sorriso extremamente cínico para o entendimento da criança . . . E certamente, surtou bastante com aquilo ao ponto de até mesmo começar a agir de maneira o mais infantil possível.



c]Garoto Caipira ] - Ei ei ei ! VOCÊ É O GERENTE ?



[ Velho ] - ....


c]Garoto Caipira ] - EI CABEÇA DE JABUTI, VOCÊ É O GERENTE ? - Berrou com o intuito de explodir os tímpanos daquele filha da puta, e era engraçado de se observar aquela cena pois o maluco continuava com aquela cara de paisagem para o garoto como se estivesse tirando sarro dele. - GRRRRRRRRRRRRR PARA DE ME ZOAR Ô FEIOSO DESGRAÇADO !

[ Velho ] - Own ~ mas que garotinho nervoso . . . Deve estar assustado porque seus pais sumiram sem pagar não é mesmo ? Quer um doce, quer ? É de café e muito bom . . . - O velho acabou oferecendo o doce na maior simplicidade do mundo, e para o pistoleiro infantil só faltava sair espuma de sua boca para ressaltar o quão puto ele estava com aquela figura. Mas por fim, acabou de lembrar de um detalhe crucial que talvez seria a chave para lidar com aquele velho escroto: Por fim, ao respirar fundo para recobrar um pouco a calma, tratou-se de falar em um tom alto e em bom som. 

] Garoto Caipira ] - Eu não quero bala de café, eu quero um Beijo '' Chuchu Pantsu ''.

[ Velho ] - HORA ESSA MULEQUE SEM VERGONHA QUERENDO BEIJAR CALCINHAS ANTES DA IDADE !

Nisto tudo o que pode ocorrer de errado naquele momento aconteceu da forma mais cômica possível: O velho literalmente deu um tapão na cabeça do moleque ao ponto de faze-lo agonizar de dor e logo em seguida ficou em silencio por alguns instantes. A vontade de Jonathan naquele momento era sacar a XIII e encher aquele velho de buracos para aprender a não se meter ou bater no garoto novamente: Mas ao ouvir a frase seguinte, tratou-se de expressar um sorrisão em seu rosto quase que agradecendo que todo aquele esforço valeu a pena.

[ Velho ] - Bem vindo ao Exame Hunter, estes senhores irão o acompanhar até a sala do primeiro examinador. Não se perca.

[ G.C ] - Valeuzão tio !

Não demorou muito para que chegasse ao local planejado pela organização dos Hunters: Mas principalmente o que mais surpreendeu é que, de certa forma, todos ali eram muito mais velhos e aparentemente experiente do que o rapaz. Sem ter a confiança necessária para poder interagir apropriadamente com eles, tratou-se de ir para um canto da sala e permanecia la fazendo algumas manutenções em sua arma com uma expressão um pouco distante: Já que afinal de contas  . . . Era sempre muito difícil lembrar do porque estava ali e do porque precisava daquele passe a qualquer custo.

c]G.C ] - . . . Apenas mais algumas horas para começar. Tenho que estar pronto para fazer o necessário pela fazenda.


Última edição por Country Kiddo em Qui Mar 29, 2018 8:38 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Country Kiddo

Mensagens : 3
Data de inscrição : 28/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
90/90  (90/90)
Pontos de Aura:
60/60  (60/60)
Pontos de energia:
40/40  (40/40)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Shannon em Qui Mar 29, 2018 7:34 pm

.
     Não seria hoje quem encontraria o assassino mas estava no caminho certo que levaria para mais problemas do que imaginaria, um estresse de mais para um dia inicial conforme era dado os códigos para entrar no teste e parecendo ser fácil de mais para as coisas que já presenciou e passou não tinha mais o que fazer se não seguir para com lugar. Com um sorriso fino no rosto ela olhava para a fachada da loja como se já a conhecesse e claro já recomendou para algumas de suas mulheres que comprassem os melhores produtos desta loja que tanto parecia chama-la para entrar e se acomodar; chegando no local ela se sentia uma verdadeira rainha desprezando todos com o olhar sem se importar com o que achariam.

     Procurando alguém que poderia dar sua atenção a sua "alteza" ela não demorou muito a achar um rapaz jovem para finalmente dizer o que veio para tal, após alguns passos passou-o e se virou dizendo: - Vocês aqui tem uma calcinha Kuma tamanho extra G? - Os cabelos não estavam mais ao vento quando este virou para lhe responder: - Desculpe senhora, mas não temos desse tamanho. - O sorriso se alargou em seus lábios rosados pois sabia que tudo estava indo certo. - Pois então me deixe ver o gerente de fora! - Sua voz melodiosa soou com certa convicção e raiva mas nada além de interpretação, nisso fora levada para o tal gerente seguindo o rapaz que a servia de guia para o verdadeiro encontro, chegando no destino ela olhava o rapaz de cima a baixo como se o julgasse e esperando que o outro saísse. - Hmph! Chuchu pantsu. - Vociferava como se cantasse uma musica e recebendo o passe para começar o exame e finalmente indo para o lugar certo. 
.
avatar
Shannon

Mensagens : 2
Data de inscrição : 29/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
360/360  (360/360)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Golpe × de × Sorte!

Mensagem por Hirooki Goto em Qui Mar 29, 2018 11:12 pm



— Senhor Hirooki? — Chamava a atendente, elevando seu tom de voz de forma delicada, mas impaciente.
Oui?1 — Respondia imediatamente, apesar de seus sentidos estarem focados em outra coisa.
— Essas são as peças deluxe extra plus size. O que acha? Ficaria perfeito em sua esposa, não? — Com esta, era a vigésima nona peça que a pobre atendente já tinha trago, estava confiante de que agora conseguiria agradar o gosto excêntrico da suposta esposa do homem à sua frente.
    Goto sentia pena desta atendente, uma vez que não importava se trouxesse trinta, quarenta, o estoque todo desta loja, que ela não iria o agradar. Na verdade, o incomodava o esforço que ela fazia para agradar o seu pseudo pedido. Devia ser as roupas caras que vestia, a maleta grossa que carregava e seu jeito polido de se comportar. Não estava interessado em roupas femininas, sequer tinha uma esposa - ou idade para isso. Estava naquela loja de departamento feminino porque esta era a pista mais fresca que tinha obtido em relação ao seu objetivo pessoal até então. Alguns anos haviam se passado depois da morte de seu avô, e, usando dos fundos do falecido, Goto tem viajado ao redor do globo investigando, analisando pistas, conhecendo informantes e quebrando dedos de modo a compreender as escassas palavras presentes no antigo diário de seu avô.
    Onde seria esse Exame Hunter? Como seria possível adentrar esse Exame Hunter? O que é esse Exame Hunter? Durante anos essas agiram como martelo, usando sua cabeça como bigorna. Não mais. O homem já havia passado questão de horas enrolando a segunda atendente da loja, a mantendo ocupado enquanto seus sentidos rastreavam o fluxo de movimento da loja - quem entrava pela porta da frente, quem saía pela porta da frente. E o mais importante, quem entrava mas não saía pela porta da frente. Desde quando chegou já havia se passado dois jovens de diferentes idades, mas igualmente barulhentos e uma outra mulher, esta parecia uma cliente típica do local, mas o comportamento dos três era igual.
    Assim como pareciam falar em códigos. ‘Calcinha Kuma Extra G’, ‘Eu quero ver o gerente de fora’. Todos, de sua maneira, falaram ou mencionaram estas palavras e Goto percebeu que poderia estar mais perto do seu objetivo do que imaginava.
— Senhor, e agora o que acha desse ultra sexy extra plus size número cinq… Senhor? — A mulher só faltava desabar de frustração, quando via o largo homem erguer o seu corpanzil e dar-lhe as costas.
— Acho que aquela atendente tem o que eu quero… Le pardon.2 — Procurava ser o mais cordial possível, dando-lhe um largo sorriso enquanto tocava seu chapéu.
    Voltando a sua atenção para a mulher no balcão, Hirooki Goto a encontra entrando novamente na loja, a partir de uma porta nos fundos. Concretizando ainda mais a sua teoria. Com a maior calma que podia exercer, retirava o chapéu e o colocava na altura do tórax, seus lábios tremiam, uma gotícula de suor descia levemente pelo seu rosto. Passando por cima das cicatrizes que adornam a sua face, que por mais plácida que fosse, ainda fazia a figura feminina na frente de Goto tremer de medo. Por isso falava da forma mais calma possível, sua voz grave se arrastava enquanto fazia um aceno cordial com o chapéu.
— Uma calcinha ‘Kuma’ tamanho extra, s'il vous plaît?3
— P-Perdão, S-Senhor… M-Mas nã-não temos desse tamanho… — Sua face tentava esconder a estranheza, mas Goto era bem familiar a essa expressão falsa. Tão acostumado que isso já não o incomodava mais.
Aloooors4 Eu acho que gostaria de uma palavrinha com o seu gerente de fora. — Colocava o chapéu de volta a sua cabeça com o mesmo sorriso amigável de quando o tirou.
    De certo modo, aquele ‘medo’ vindo da atendente lhe serviu para alguma coisa. Ela o levou tão rápido para fora do estabelecimento que encontrou outra pessoa no caminho, a mesma dama de instantes atrás. Dialogando com um senhor de idade enquanto um terceiro os observava, estoico.
Deux5 ‘chuchu pantsu’...
    Fazia questão de ser ouvido, elevando sua voz grave no exato momento que cruzava a porta. Chamando atenção dos dois homens enquanto a atendente fechava com pressa a porta atrás do grandalhão que ajeitava as mangas do terno, passar por portas pequenas como essas sempre amassavam suas roupas. Não sabia exatamente o que era um ‘Chuchu Pantsu’, mas chutou ser uma outra espécie de código.
    E, para sua sorte, era.
‘Bem vindos ao Exame Hunter.’
    Por um instante, sentia que seu coração fosse abrir caminho pelo seu externo e estourar sua caixa torácica de tão forte que ele batia. Anos de investigação, anos de dedicação haviam finalmente valido a pena. Havia achado o Exame Hunter, poderia seguir, literalmente os passos que seu avô um dia já andou. Por fora, parecia uma estátua imóvel, não havia falado nada desde que o outro homem havia os parabenizado com as boas vindas. Um silêncio se alongou por alguns instantes, até que, crack, a grande mala de couro caía no chão. Goto estava tão nervoso que cerrou o punho com tanta pujança a ponto de destruir a alça da sua mala, que não resistiu a força de sua pressão e cedeu, caindo a seus pés. Abaixava rapidamente para a pegar de volta e a colocar debaixo do braço, aproveitando o movimento para limpar a lágrima que com muita força brotou por detrás de seus óculos.
— Pode ir na frente, mon chér.6 — Entregava um sorriso para a dama a sua frente, enquanto tocava a ponta de seu chapéu, esperando para que ela tomasse rumo ao seu próximo destino, enquanto são guiados pelo homem. Tornando a falar com a mulher de douradas madeixas. — Muito obrigado, você me ajudou muito. Mesmo sem saber. Je vous en dois un.7


Mon diéu8 — Mais uma porta pequena.
    Se esforçava para atravessá-la, uma perna de cada vez, depois um braço, era constrangedor a forma que entrava naquela sala que parecia muito maior por dentro, dando um senso de alívio para Goto, uma vez que todo lugar ‘normal’ era apertado para ele e mais uma vez tinha de voltar e ajustar as dobras em seu terno de milhares de euros. Por descuido, deixava a maleta de couro escorregar de seus braços e cair no chão, era tão grande e tão pesada - provavelmente do tamanho do menor garoto da sala, que o barulho ecoava pelo grande salão como um estrondo, certamente chamando atenção desnecessária. O forçando a se apresentar e se aproximar dos outros três que pareciam compor o resto dos participantes do exame. Talvez não fosse de todo mal conhecê-los, pensou. Por cima dos ombros, observava um desgarrado, sozinho em seu canto, nem todos aqui parecem amistosos, a princípio.
— Hirooki Goto... — Sua voz tranquila e baixa contrastava com sua figura e o maior lentamente estendia sua mão para os três, que facilmente era mais larga que a cabeça de cada um presente naquele recinto. — … é um prazer estar aqui com todos vocês.



1: “Sim?”

2: “Perdão.”

3: “Por favor?”

4: “Entãaaaao...”

5: “Dois.”

6: “Minha querida.”

7: “Te devo uma.”

8: “Meu Deus!”
avatar
Hirooki Goto

Mensagens : 2
Data de inscrição : 29/03/2018
Idade : 20
Localização : Paris, França.

Perfil hunter
Pontos de Vida:
140/180  (140/180)
Pontos de Aura:
60/60  (60/60)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Qui Mar 29, 2018 11:30 pm

O homem de cabelos negros e com uma vestimenta simplesmente, vinha lentamente caminhando até o centro de uma grande sala cheia de grandes pisos azulejos a sua volta.

Encarava aqueles que haviam acabado de chegar, um número considerado alto: 1006 participantes até agora. O rapaz olhava cada um deles e suspirava forte. 

"O que eu devo fazer pra diminuir essa quantidade de crianças? Bom vamos ver quantos vão sobreviver até o final" - Indagava ele pra si mesmo de forma pensativa e com uma cara de paisagem. Deu de ombros, na sua afirmativa posterior. 

Bateu as palmas das mãos fazendo um som alto que chamou a atenção de todos que conversavam. Inclusive dos cinco que pareciam estar conversando entre si - cada um deles formando pequenas equipes, um gigante e uma criança. Uma menina e dois rapazes de índole estranha, e uma que se mantinha sozinha em seu canto. - e todos os demais que já apareciam tendo formado alianças. 

- Vocês estão vendo essa sala, certo? Existem dois caminhos que vocês devem embarcar. - Ele apontou então pra cada um com suas mãos esquerda e direita. 


- Tomem cuidado, pois um caminho leva à um beco sem saída e o outro leva à área do exame real. Aliás me chamo de Dexter Woong, muito prazer  - Disse ele se inclinando para frente com uma expressão de gratidão. Levou a mão ao queixo: "Acho que estou me esquecendo de algo... o que era mesmo? ... hmmmm.... Aé! Devo Explicar pra eles as regras!" Em todo o seu pensamento ele parecia estar fazendo grande esforço pra se lembrar, mas quando o fez apenas bateu a base do punho destro sobre a mão esquerda e ergueu o dedo fazendo uma expressão de surpresa e descobrimento. - As regras: Vocês não podem se atacar até chegarem na área do exame real. A dica pra escolherem o caminho correto é... O caminho certo para as trevas é através das águas e elas levam à um lugar onde todos já conhecemos e não tem nada além de praias. As feras são o verdadeiro exame que um hunter deve passar e pra ir pra lá devemos entrar dentro da floresta das bestas do continente sombrio. O livro do Don dos dons deve ser a medida a ser levada em conta para sua decisão.... boa sorte aos Pseudo caçadores.  - Disse ele com um sorriso na sua face. 

Olhou para a porta do lado de fora, ainda estavam dentro do limite de tempo para o início do Exame Hunter. 

Bom vou esperar acabar o tempo e impedir qualquer um de passar aqui. Podem começar... não se preocupem se os seus amigos não chegarem a tempo, tem sempre o ano que vem. - Gargalhou um pouco soltando o ar de seus pulmões. Os participantes poderiam esperar até o final do tempo para iniciarem. Mas parece que Goto, Jonathan, Joruk, Mak, Noe e Shannon foram os últimos a darem a partida. Quinhentos aplicantes do exame correram pra direita, outros quinhentos para a esquerda, tentando assim terem alguma vantagem sobre eles.


-

Todos os jogadores podem fazer um teste de Inteligência: DC mínimo: 14/ DC Máximo: 18. 
Deve se rolar o dado de inteligência juntamente de todos os seus modificadores. 
DC 14: Uma dica pra ajudar mas Shady
DC 16: Uma dia mediana
DC 18: Uma dica forte e certeira que fará seu personagem escolher o caminho correto.,


Todos que não postarem até a meia-noite de sexta pra sábado, ficaram de fora dessa classe.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Joruk Halgal em Qui Mar 29, 2018 11:36 pm


      O homem que havia visto antes, acabara de se apresentar. Enquanto ele conversa com seus "colegas de time" diversos outros competidores começaram a sair correndo se dividindo em pares de quinhentos, sobrando apenas seis deles para trás. E esses seis, eram os mais curiosos - entre o sexteto estava ele ali - encarou todos a sua volta. E com um certo tom de desconforto e falando baixo para os dois únicos que estavam próximos de si acabou mostrando sua preocupação.

      - Er... Mak... Parece que seu amigo ainda não chegou. O que você quer fazer? Devemos prosseguir ou esperar ele? Estou confuso. Não sou tão inteligente quanto vocês book worms, minha especialidade não é essa. - Riu coçando a cabeça. - Qual lado devemos seguir? - Finalizou ele.

      Sem saber se os demais começariam ou não se mover agora, ou se iriam esperar as horas que faltavam pelo amigo de Mak. Seja como for aquela situação era desconfortante.

      Notando que estava sendo bem rude e desrespeitoso achou melhor se apresentar para o Golias dos tempos modernos que os encarava de cima. - E-eu sou Joruk, este é Mak e essa é Noe. Prazer Goto... - Era notável o medo nos olhos do menino. Não por causa da "atmosfera" que ele passava, mas sim por causa do seu tamanho. De fato dos quatro que estavam em seu grupo, somente a menina não lhe assustava.


Última edição por Joruk Halgal em Dom Abr 01, 2018 8:43 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Joruk Halgal

Mensagens : 6
Data de inscrição : 18/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Krest em Dom Abr 01, 2018 1:52 pm

Tinha deixado sua cidade natal para trás há dias seguindo diferentes pistas, algumas mais surreais que a outra, entretanto a que seguia agora com certeza era a mais estranha de todas. Caminhava no meio da multidão, chamando a atenção de algumas pessoas, talvez pela roupa que usava, talvez pela cruz dourada próxima de seu pescoço (por algumas pessoas com interesse de roubá-lo), entretanto não se focava naquilo, mas sim no nome de cada loja até avistar a Pantsu CO. Entrou na loja observando as atendentes e o que a loja vendia no geral, até sua atenção ser voltada para uma moça, que se aproximou repentinamente dele.

- Em que posso ajudá-lo, senhor? -

Hmm... Eu gostaria de uma calcinha Kuma tamanho extra G. 

- Infelizmente não temos desse tamanho, senhor! - A atendente respondeu rapidamente ao pedido de Krest, o que apenas resultou em que o rapaz fechasse os olhos e levantasse a mão em direção a ela, como se falasse para ela relaxar. -

Pois então me deixe ver o gerente do lado de fora. - Ao fim a expressão do jovem aspirante a Hunter retornava ao normal, sem interesse de continuar na loja. De repente seguia as instruções de um funcionário, caminhando por uma porta para os fundos da loja, onde encontrou um idoso. O jovem olhou nos olhos e então fechou-os, falando: - Eu quero um beijo Chuchu Pantsu. -

- Bem vindo ao exame hunter! - O examinador o parabenizou, já dando as instruções para que pudesse realizar o exame junto dos demais participantes. -

Seguiu as devidas instruções adentrando  um novo local onde podia ver os demais participantes presentes. Seguiu até um canto, um pouco distante dos demais, olhando-os rapidamente, embora o bastante para notar algumas características deles.
avatar
Krest

Mensagens : 3
Data de inscrição : 31/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Dom Abr 01, 2018 6:49 pm

O homem começava a se locomover em direção a porta parando frente à ela, quando Krest atravessou o objeto. 

Observou ele e acabou batendo as palmas de maneira lenta. 

- Parece que ainda há remanescentes. . . Bom vou você deve escolher uma das duas passagens e prosseguir até ela. A escolha é sua, mas deixe eu lhe dar uma dica. - Levantou o dedo e repetiu a frase de antes. 

Olhou os seis que ainda estavam parados e agora o sétimo. E voltou continuou ali, esperando os demais se apressarem e participarem do exame.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Ulrik Falsakar em Dom Abr 01, 2018 8:05 pm

Eis EU, Ulrik Falsakar, o único e verdadeiro herdeiro do estilo de luta Falsakar!



...

O que? Nunca ouviu falar de mim? Pois saiba que o meu estilo de luta um dia será o mais famoso de todos os tempos! HÁ! Eu irei DOMINAR O MUNDO INTEIRO!



...

Mas antes, preciso me tornar um Hunter. Ah, droga, ossos do ofício que nos impedem de trilhar logo d'uma vez o caminho a que estamos destinados a seguir!

Após cruzar labirintos intermináveis

Spoiler:

Enfrentar criaturas poderosissimas


Spoiler:


Cruzar as cavernas mais perigosas

E uou, garotas!

Spoiler:

Finalmente cheguei no meu destino: Uma loja de calcinhas!

...

Digo, uma loja de calcinhas onde eu encontraria o meu ingresso no exame hunter.

Spoiler:

A atendente era muito bela. Uma mulher de pele alva, formas avantajadas, olhos que pareciam diamantes e cabelos negros. A loja estava cheia de sujeitos grandes e mal encarados -- deviam ser outros participantes. Assim que entrei, bati com a mão na mesa e perguntei, alto. Meu tom de voz heroico e expressivo espantou àqueles que não tinham gosto pra aventura, e a menina, atônita, desconhecendo completamente o meu charme de cavalheiro, pulou pra trás!

- ME DÊ A SUA CALCINHA KUMA TAMANHO EXTRA G! AGORA!

O fulgor nos meus olhos podia ser sentido por todos aqueles sujeitos. Tenho certeza que, mediante o poder de minhas palavras e a minha alma que ascendia em direção ao infinito, eles ficaram invejosos e revoltados, e por isso resolveram me atacar!

- UM TARADO, EXPULSEM ELE DAQUI!

Gritou a moça, provavelmente enfeitiçada pela descrição que uma examinadora Hunter deve ter. E eu, como o futuro maior Hunter de todos os tempos, tive de colocar as minhas habilidades à mostra e provar que era digno daquele exame.

COMEÇOU O COMBATE!



Um homem meio urso pulou sei lá de onde querendo me pegar. Ele parecia durão, mas no meu coração eu sabia que tinha mais forças.

Spoiler:

Ele pulou em minha direção querendo me esmagar com o seu poderoso abraço de urso, mas eu deslizei para trás acertando um poderoso chute em sua face. Ele recuou em pouco, até que outros sujeitos, armados até os dentes, vieram em sua defesa. Eram vários contra mim, estava encurralado -- se a morte fosse possível ali, de certa teria sido mais fácil para eu me livrar, mas como deviam ser examinadores, eu seria desclassificado se os matasse.

- PEGUEM ESSE TARADO!

Gritou a frágil e indefesa moça. Os homens vieram todos em minha direção. Rapidamente saltei pra dentro do balcão e, com um golpe de minha espada, arranquei o seu vestido. Ela ficou lá, com a sua calcinha, que não era kuma e tampouco extra g, quase saltando pra fora, e todos os guerreiros, imediatamente, foram tomados por uma incrível magia de paralisia que os fez sangrar pelas narinas.

- AGORA EXPERIMENTEM O PODER DA ESPADA FALSAKAAR!

Voei em direção a eles e acertei infinitos golpes com a bainha de minha espada. Todos desmaiaram em uma poça de sangue.



Me virei então em direção a examinadora com um sorriso vitorioso.

- Pelo visto não está vestindo a calcinha Kuma tamanho Extra G. Eu quero a calcinha Kuma tamanho extra G!

- ...... Não tem esse tipo de calcinha aqui, seu maníaco, vá embora e me deixe em paz... Por favor...

Lágrimas pareciam tomar os olhos da moça. De certa estava impressionada com as minhas virtudes heróicas. A arte de espada Falsaakar realmente não é apenas poderosa, mas também é bela -- entendo que os corações mais fracos, principalmente os das donzelas, caiam em prantos de tanta emoção ao ver a beleza inerente aos meus poderosos golpes imortais. Eu mesmo chorei por três dias seguidos quando inventei alguns deles. E por isso, com toda a virtude que imperava em meu coração, me ajoelhei e limpei as lágrimas da frágil mocinha, olhando-a firmemente nos olhos.

- ... Moça, eu entendo perfeitamente o que mademoiselle está sentindo. Mas você, tão bela e formosa, dotada de um sorriso tão resplandecente, que deixou o meu coração tão alegre, precisa me guiar em direção ao destino que, por direito, é meu... Prometo que,quando me tornar um herói, escreverei o seu nome nas estrelas, como uma das principais responsáveis pela criação de minha lenda!

Minhas palavras devem ter tocado o coração dela como uma espada. Ficou vermelha, parecia um diamante. Me olhou, levando os dedos aos lábios, desenhando-os a medida que me olhava com aqueles olhos azuis gigantescos, que pareciam pérolas.

- Ninguém... Nunca me viu desse jeito e me tocou... Algo me diz que eu... Argh... Preciso de você, do seu corpo... Estou tão excitada... Por favor, me tenha, me possua agora!

A jovem deve ter se apaixonado pelos meus dotes invencíveis de cavaleiros. Mas não. A jornada em primeiro lugar. Depois as mulheres!

- ... Me tenha aqui, estou toda... Argh! Coloca de fora, coloca!

Ela se levantava e me puxava pelas calças. Parecia implorar -- e me conhecendo, eu imploraria também. Imploraria para ver a minha habilidade, bela e superior, enfrentando todos os outros poderosos inimigos -- e se aprimorando, se tornando cada vez mais poderosa e linda. Ela estava implorando pra eu por pra fora -- pra por o gerente de fora.

- SIM! EU QUERO VER O GERENTE DE FORA! - Gritei.

- Hmmmm... Então você quer ir pros fundos? Lá tem mais liberdade, né? Me segue <3 - Disse ela.

Ela me puxou pela mão, dando vários risinhos estranhos. Nunca vou entender as mulheres. Sei que quando cheguei lá, ela me agarrou o sinto e tentou removê-lo, a medida que levava a boca para o meu pescoço e sussurrava umas palavras estranhas, '', me dá um beijo'' -- devia ser uma vampira, afinal, aquele era o exame Hunter!

- Sua artimanha de enganação não vai funcionar, vampira! Leva os homens até aqui e os ataca desprevenidos, mas não funcionará comigo, o guerreiro Falsakaar!

Com o cotovelo removi o seu pulso do meu cinto e me abaixei, evitando que sua mandibula fincasse em meu pescoço. Ergui a bainha da espada e ataquei no queixo. A vampira foi lançada à estratosfera e, quando caiu, antes de perder a consciência, fez um barulho muito estranho:

- XUXU PAMSMATS...

E desmaiou.

Do bar, emergiu o antigo homem urso, que gritou: VOCÊ!

De não sei de onde, um velho, que gritou: MINHA FILHA! QUEM FEZ ISSO COM ELA?

Eu, de imediato, sabendo que se tratava de um teste de retórica, tive de imitar a lábia Hunter: FOI ELE!

E o velho atacou o urso com tantos golpes que mal consegui contar. Uau. Ele não era humano... Vê-lo lutar daquela forma me inspirou a me tornar um guerreiro melhor...
Ergueu o velho à moça pelos braços, com um tom choroso. Virou pra mim e disse:

- Muito obrigado por sua assistência, sem você talvez ela não estivesse viva. Aquele urso era muito grande. Vejo que veio ao exame hunter -- eu ouvi o código, o beijo Chuchu Pantsu. Bem-vindo ao exame Hunter.



Preciso encontrar Makani logo, pensei entrando na sala. Comecei a olhar ao redor, procurando meu amigo. Podia ver quem era realmente poderoso pelos olhos... Não disse nada, deixei que a centelha de cada um, expressa na iris, falasse por eles. Logo, encontrei Makani, e com a mais calorosa das posturas fui em direção a ele e o peguei em uma imobilização no pescoço -- todavia, não era forte, apenas uma brincaderia, não queria machucá-lo.

- Hei, seu desgraçado! Chegou primeiro que eu! Mas eu disse que eu chegaria!

Após isso o soltei. Comecei a observar atentamente todos os guerreiros da sala e... Bocejei. Todos pareciam um saco.

E assim começou a minha jornada!

Vem ser herói comigo
Vem ser meu amigo
Porque só assim o mundo poderemos salvar
Quero mudar o mundo
Cruzar os céus
Sem olhar pra trás
Hoje eu acordei nas asas de um sonho
Não vou me perder jamais
Pensando naquele lugar
Que na minha infância era especial para mim
Vem ser herói comigo
Vem ser meu amigo
Porque só assim o mundo podemos salvar
Hoje eu dormi na praça
Chorando, pensando na beleza da arte da espada Falsaakar
avatar
Ulrik Falsakar

Mensagens : 2
Data de inscrição : 01/04/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
110/150  (110/150)
Pontos de Aura:
150/150  (150/150)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Dom Abr 01, 2018 8:52 pm

"Parece que só haviam mais dois homens que estavam atrasados, bom parece que não preciso mais me preocupar em esperar os outros participantes" foi o pensamento do examinador enquanto Ulrik ultrapassava a porta. 

Assim que ele entrou a pequena porta simplesmente desapareceu atrás dele. O examinador bateu ambas as mãos. E então saiu andando para o meio fio entre os dois caminhos, esperando que os aliados contassem ao novo apresentado o desafio. 

Encarou com um certo desdém e então apontou.

- Por favor decidam-se logo para onde irão. Essa é apenas a primeira parte do primeiro exame.... não demorem. Por favor - Disse o homem claramente frustrado com a demora desses últimos.

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Makani "Mak" Külana em Seg Abr 02, 2018 10:45 pm

A chegada daquele elegante Golias foi deveras... Exótica. Um homem tão grande, portando tantas cicatrizes e com os trajes mais elegantes que Mak já havia visto em sua vida. A apresentação do homem não poderia ser perdida. Havia sido cortês com eles. Nada mais justo receber da mesma moeda. "A educação é um presente que recebo de bom grado e farei sempre questão de ofertar de volta" disse um louco, uma vez. A frase era algo parecido com isso. Era difícil de lembrar naquele momento.

          - E aí, miúdo. Tranquilo? Meu nome é Makani Külana, mas pode me chamar de Mak. Já que foi tão gente fina de se apresentar pra gente, eu apresento o pessoal a você também. Esse é o Joruk e a Noe. Tá afim de fazer parte da nossa galera? É só esperar o último integr-


          Mak foi interrompido abruptamente por uma gravata. Frouxa, sem intenção de machucá-lo ou nada do gênero. Esse gesto já era extremamente familiar para o jovem. Esta é a marca registrada de Ulrik. Sua chegada lhe acalmou, apesar do gesto bruto. Após se soltar, abraçou forte o amigo e começou a falar:

          - Má rapaz... O que houve? Se perdeu mesmo ou teve algum problema? Já tava achando que você não ia chegar a tempo. Porém pra sua sorte, eu sou um amigo 1000% fodão e dei um jeito de você chegar aqui e ainda arrumei uma galera pra entrar pro nosso grupo. Esse rapazinho aqui é o Joruk, a menina é Noe e o pequeno aqui é o Hirooki. Os outros que ficaram vão andar com a gente também, é só me dar um tempo. Aliás, antes que eu vá interagir ali, nós já vamos descobrir a solução, Joruk. Vamos aumentar nosso número de cabeças pensantes e tomar uma decisão melhor. No pior de tudo, a gente dá um jeito. Se enfiar em túneis e cavernas é a minha especialidade. Vai vendo com a Noe se o trecho do examinador mexe com algo na memória, enquanto eu resolvo essa outra parada.


          Afastou-se dando uma continência desleixada com apenas dois de seus dedos e um sorriso, afim de inspirar confiança no rapaz. Deixou seu grupo para trás momentaneamente e foi abordar o outro grupo. Eram figuras interessantes demais para não atiçar a curiosidade de Mak: Uma criança com uma arma(!!!) e sotaque de interior, uma moça vestida de forma demasiadamente provocante e um outro espadachim! Será que esse se daria bem com Ulrik? Vê-los interagir seria no mínimo engraçado.

          - E aí, meu povo! Tranquilo? Vejo que entramos pro grupinho dos atrasados logo no início, mas isso não é problema. Ao invés dessa bocozada que escolheu o caminho na sorte, eu proponho que a gente se junte e encontre a solução da charada. Opa, já ia esquecendo. Meu nome é Makani Külana, mas podem me chamar de Mak. Tenho alguma experiência em desbravar calabouços e pretendo usar esse meu conhecimento pra passarmos logo por essa etapa. Eita, eu tô me perdendo no assunto de novo. HAHAHHAHAHAHA! - Ria alto e usava esse tempo para reorganizar suas ideias. Sua mente estava sempre a mil por hora e isso tornava difícil manter a cabeça sob controle, fazendo que falasse pelos cotovelos. - O fato é o seguinte: A gente tá junto nessa e eu vim oferecer uma aliança pra todos aqui, se quiserem. Vou entender caso desconfiem ou interpretem mal minhas intenções. Eu tenho uma pinta de maluco mesmo, falo pra caralho e ando com um outro maluco, mas juro que minhas intenções são as melhores. Garanto que temos melhores chances juntos do que separados. Pra demonstrar um ato de boa fé, eu vou dizer a vocês o que eu acho sobre a charada do caminho correto.


          Mak se preparava para anunciar seus pensamentos, após maquinar rapidamente sobre a dica do examinador. Tinha a sensação de já ter visto aquilo em algum lugar e passou algum tempo rebuscando na eterna tempestade que eram seus pensamentos. Nesse momento, teve uma ideia melhor para integrar ambos os grupos.


          - Joruk! Noe! Hirooki! Ulrik! Cheguem aí! Se apresentem aqui pra galera. Se a gente realmente vai formar um grupo, é melhor que todo mundo se conheça e que a gente reúna logo todo mundo pra resolver esse enigma. Quanto mais rápido melhor.


          Esse gesto poderia assustar os companheiros em potencial. Makani havia chegado, metralhado-os com palavras e chamado seus outros amigos. Era demasiado amistoso e intrusivo. Sabia dessas suas características, mas isso não o impediria de alcançar o seu sonho. Estar cercado de amigos seria extremamente benéfico para ele e tinha a certeza que o mesmo valeria para os outros. Se esse fosse o primeiro desafio, estava encarando-o do jeito que sempre fez: com muita energia, com muitas ideias e pouco tempo para respirar.


Última edição por Makani "Mak" Külana em Seg Abr 02, 2018 11:50 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Cabacei e esqueci de ler as postagens anteriores antes de escrever, gerando uma incoerência com a postagem do Gooto.)
avatar
Makani "Mak" Külana

Mensagens : 5
Data de inscrição : 27/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
150/150  (150/150)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Makani "Mak" Külana em Seg Abr 02, 2018 10:58 pm

         Enquanto fazia os grupos interagirem rapidamente, Mak voltava ao interior de sua incontrolável mente para procurar novamente pela referência daquelas palavras do examinador... "O caminho certo para as trevas é através das águas"... Onde foi que havia visto isso? Decidiu se concentrar um pouco mais para buscar a resposta.
           [O lançar de dados será acompanhado de um modificador temporário +2  e um modificador fixo +3, totalizando um valor de +5]
avatar
Makani "Mak" Külana

Mensagens : 5
Data de inscrição : 27/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
150/150  (150/150)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Seg Abr 02, 2018 10:58 pm

O membro 'Makani "Mak" Külana' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'D12' : 4
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Makani "Mak" Külana em Seg Abr 02, 2018 11:01 pm

A busca se mostrava infrutífera. Não estava concentrado o suficiente para acalmar a tormenta que era o seu cérebro. Decidiu voltar ao grupo e compartilhar seja lá o que havia encontrado, caso lhe perguntassem.
avatar
Makani "Mak" Külana

Mensagens : 5
Data de inscrição : 27/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
150/150  (150/150)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Noe em Ter Abr 03, 2018 11:43 am

Estou lançando o teste do exame antes da postagem para dinamizar a aventura. Vou lançar 1d10 +4.
avatar
Noe

Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
90/90  (90/90)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
40/40  (40/40)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Ter Abr 03, 2018 11:43 am

O membro 'Noe' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'D10' : 3
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Noe em Ter Abr 03, 2018 11:56 am



Se levantou com a ajuda de Mak, se sentia até alegre em conhecer pessoas e notar que apesar da aura esquisita que ela emanava, gostassem de estar em sua presença por mais de cinco minutos. Deu um sorriso leve e descontraído, seguindo o maior, consequentemente o atrapalhado e encabulado J-joruk enquanto pegava um caderninho em uma parte funda do bolso de seu macacão. Abriu dando um “click” na caneta e começando a escrever, não de forma distraída, mas extremamente focada e longe do habitual que demonstrara até então.
Noe poderia ser tudo, mas não era burra, a falta de condicionamento físico dera a ela chance de pensar em resolver seus problemas de forma diferenciada e sua inteligência e astúcia sempre fora uma arma forte. O que ela estava fazendo? Anotando, observando, supostamente a paisana. Tudo bem que não sentia que havia más intenções ali, mas todos acabavam sendo um tanto que seus rivais e a sua tolice não chegava ao ponto de deixa-los ir sem entender cada pedacinho deles.

Parou quando a voz grave e cheia de sotaque de Goto se apresentou.

“Uau”

Falou sem deixar o som sair dos lábios tentando comparar as alturas dele com a dela, ele era tipo, empilhe umas 5 Noes e não dará o tamanho desse cara, nem na altura, nem na largura muscular. Deu um riso empolgado se inclinando em uma reverência gentil, ele parecia ser realmente de uma localidade bem diferente da sua, vestes...Sotaque, isso atiçava sua curiosidade. Que mais uma vez fora interrompida por uma...Ew, desse ela não gostou.

Que...Sujeitinho...Debochado! Esse era o cara que Mak estava esperando? Um babaca metido? Sério? Revirou os olhos respondendo aquele bocejo também com um dar de ombros pouco ligando para a opnião dele ou não. O ignorou caminhando com os braços cruzados abaixo do busto farto e parou entre as duas entradas, o examinador a olhou de modo interessado, principalmente quando ela se sentou, retirando os óculos e juntando a ponta dos dedos enquanto apoiava os cotovelos sobre as pernas, se inclinando até as mãos ficarem perto da face. Focou os dois lugares caminhando de um lado a outro observando e fechou os olhos passando a girar os polegares refletindo.

Era um hábito que tinha desde sempre, nada ouvia, nada sentia, apenas a máquina, sua cabeça se movia processando informações como um grande quebra cabeça.

“O caminho para as trevas é através das águas.”
“Lugar que todos conhecemos”
“Nada além de praias”

O caminho para as trevas poderia ser bem o lugar onde se deve ir ou não? Trevas poderiam ser bem o fim do exame, aquilo era uma peneira, separava os bons dos ruins, então um caminho levara a um lugar comum e conhecido e o outro ao verdadeiro exame?
“As feras são o verdadeiro exame”
“Floresta de Bestas”
“Don dos dons”

Isso tudo se passava em micro segundos, mas na cabeça dela estava faz horas refletindo o melhor caminho. Apurou sua percepção, buscou na memória o que poderia ser de útil em tudo aquilo.
°
avatar
Noe

Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
90/90  (90/90)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
40/40  (40/40)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Country Kiddo em Ter Abr 03, 2018 1:36 pm

Teste para o evento ali

D16 + 4 + 5 sendo que

14 - min
16 - med
18 - máximo
avatar
Country Kiddo

Mensagens : 3
Data de inscrição : 28/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
90/90  (90/90)
Pontos de Aura:
60/60  (60/60)
Pontos de energia:
40/40  (40/40)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Ter Abr 03, 2018 1:36 pm

O membro 'Country Kiddo' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'D16' : 14
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Country Kiddo em Ter Abr 03, 2018 4:15 pm

Conforme ouvia atentamente a explicação do narrador sobre aquelas pistas que ele havia dado para um dos caminhos que deveria escolher, o garoto ficou um pouco pensativo com aquilo tudo enquanto apesar de que tinha um zé goiabeira que ficava gritando o tempo inteiro para que se juntasse ao bonde. Por mais que tentasse juntar as informações necessárias para poder desvendar aquele mistério estabelecido pelo primeiro organizador, aquela gritaria toda realmente o incomodava ao ponto de ficar puto o suficiente com quase a veia saltando de sua cabeça: Nisto, acabou não aguentando e até mesmo sacou a arma de maneira raivosa e deu alguns tiros para cima numa tentativa quase que inútil para poder ganhar o tão desejado silencio que precisava. 


[ Garoto Caipira ] - CAHLA A BOCAH AI ÔH SEU ZÉ GOIABEIRA DISGRAÇADU DA MIZENGA ! TO TINTANDO PENSAR AKIH NA XARADA QUE O IZAMINADOR DEU OW !





Assim que travou o gatilho daquele armamento bizarro, começou a coçar a lateral de sua cabeça com ela enquanto começava a juntar novamente as informações que precisava para poder:  ''O caminho certo para as trevas é através das águas e elas levam à um lugar onde todos já conhecemos e não tem nada além de praias.'' . . .  ''O livro do Don dos dons deve ser a medida a ser levada em conta para sua decisão.''. Certamente, essas seriam as principais partes que levariam a resposta para escolher daquele caminho e o caipira até mesmo se recordou de uma breve leitura que havia feito no escritório de seu bisavô quando invadiu para roubar o pó bizarro que ele costumava a cheirar quase que o tempo inteiro e dar para as plantas. Nisto, acabou se aproximando até aquele grupo e, após respirar fundo e guardar a arma ao estilo vaqueiro do velho oeste, começou a falar.


[ Garoto Caipira ] - Ok bando de istrupiciu do rio do Iguaçu, seguinte: Eu mando nessa porra porque eu já matei duas onças la na fazenda então aqui tem muito mais coragi que vcs todos juntos. Há trêis dicas nissu tudo mas como eu não sei nada de literatura eu espero que vocês sejam uteis e saibam de algo.


A primeira pista que esse bobão zé pigmeu do examinador deixou está relacionada a quantidade de livros que são do mesmo autor, ou seja, qualquer retardado com cérebro consegue perceber isso: São dois livros escritos por um grande aventureiro. ( 14 )
A segunda pista é que nus dois livru dele, os livrus do Don, indicam duas direções das quais apenas o titulu do livru perdidu indica qual seria a direção correta. É senso comum ô bando de zé goiaba, o que a gente pricisa é do titulo du livru perdido pra achar o caminho certo. Esses dois livros escritos por Don indicam duas direções em seus títulos. O título certo é o do livro perdido. ( 16 )
A terceira pista que é mais uma ideia minha . . . Éh qui os dois livros fazem menções a direções de Leste e Oeste. Então o meu palpiti seria que para achar a direção certa . . . Nós temos que escolher a errada e achar o mapa dentro deste livro que certamente estará la. Na fazenda do meu bisavôh era muituh comum perseguir us gados fujaum miseravi em uma direção completamente aleatória, então acreditu que escolher errado irá virar u certu. Ambos os livros de Don indicam direções por meio de Leste e Oeste. O livro perdido é  a chave pro exame real ( 18 )


Após compartilhar aquelas informações para seus companheiros temporários, decidiu aguardar para ver o que eles achariam disto. Aproveitou este tempo para poder recarregar a arma que havia esquecido, ja que pela mais pura raiva havia gastado um pouco da sua munição que havia trazido desnecessariamente.
avatar
Country Kiddo

Mensagens : 3
Data de inscrição : 28/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
90/90  (90/90)
Pontos de Aura:
60/60  (60/60)
Pontos de energia:
40/40  (40/40)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Shannon em Ter Abr 03, 2018 5:05 pm

     Antes de seguir para seu destino um estalo chamou sua atenção, virando-se para ver o precursor do barulho a surpresa bateu-lhe de uma forma que deixava ela parada por alguns segundos, aquele homem era desproporcionalmente grande para qualquer padrão humano comum, controlou-se para não deixar sua "fraqueza" exposta e então sorriu para o grandalhão após ouvir suas palavras, não olhava-o de cima a baixo muito menos julgava com o olhar, fazia como se já estivesse acostumada com a cena que via, a cabeça movia-se para representar cordialidade da mesma forma que fora entregue mas as suas continham interesses ainda não expostos; seguiu para o local e novamente ele proferia, se ela tinha um pé na ajuda dele acho que não percebeu, então ele deveria ser um observador nato como não esperou ficando atenta a partir de agora. - Aaah, que isso, não foi nada, se precisar de mais alguma coisa só avisar. - Diferente de sua expressão de outrora agora ela estava sorriso e até extrovertida não desejando que ficasse na cara que se preocupava com o tamanho dele comparado a ela que era gritante, mas deixava passar, melhor ser um ajudante do que inimigo.

     Chegando finalmente no seu lugar observou em silêncio o que decorria, a porta que veio sumia e estavam num beco sem saída, um caixão gigante onde não havia escapatória só aceitar o que viria e não deixar nada te abalar, um sorriso fino e malicioso apareceu em seu rosto quando o verdadeiro instrutor começou a falar e ignorando totalmente as pessoas que chegaram aparentemente atrasadas, não tinha que se preocupar com qualquer coisa além de seu nariz. Por isso analisava o que tinha de fazer, se iria  pela direita ou a esquerda e ainda havia a opção de esperar porque não deve confiar em qualquer um que vem dita o que acha e todos devem seguir, era isso ou fugir, mas considerando que estamos em um lugar sem portas ou janelas devia ter um meio de sair caso ocorresse algum desastre, por isso se virava de costa para os demais que sobraram na tentativa de encontrar uma saída de emergência ou qualquer coisa parecida apenas para se precaver, se prevenir nunca é de mais.

     Quando menos percebera alguém se aproximava, olhou o homem de cima a baixo sem mudar sua expressão séria, ele falava de mais era tagarela desnecessariamente mas deixava seguir era só ouvir o essencial que estava tudo bem. - Me chame de Shannon. - Não tinha modos finos para responder cordialmente só deixava seu nome e nada mais e se dirigiu para mais próximos dos demais um deles mesmo com o linguajar de caipira parecia falar coisas com sentido para então no final dizer: - Se os livros representam dois hemisférios, qual livro representa qual? Ou teremos que adivinhar? - Respondia com uma calma tão grande que o fino sorriso de seu rosto transmitia melhor a tranquilidade.
avatar
Shannon

Mensagens : 2
Data de inscrição : 29/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
360/360  (360/360)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nervosismo × de × Iniciante!

Mensagem por Hirooki Goto em Qua Abr 04, 2018 3:03 pm



    Quanto mais o ‘Instrutor’ falava, mais Goto percebia o quão despreparado estava para aquele exame. Achava que tinha o que era necessário nas escrituras de seu avô, mas não fazia ideia do que se tratava. Seus olhos naturalmente puxados pareciam diminuir ainda mais por trás das finas lentes de seus óculos, sinal de que se isolava do resto do mundo para que as palavras de Dexter Woong penetrassem em sua massa cinzenta, cada detalhe naquele exame poderia custar a sua vontade de tornar-se um Hunter. Movimentos laterais na mandíbula se tornavam frequentes, provocando até alguns estalos altos, sinal do nervosismo que não conseguia conter.
    Sua concentração era quebrada no momento exato que a manada de outros aspirantes a Hunter começaram a seguir o seu caminho. Uma enorme grupo se dirigia a leste e um outro grupo tão grande quanto para oeste. Era uma sensação avassaladora aquele súbito bater de milhares de pés correndo desesperados e fazendo a terra tremer, até mesmo para Goto, que mantinha-se tão disperso que quase não percebeu a interação com o rapaz. Mas ficou grato por não ter o ignorado, o rapaz chamado Makani Külana tinha um bom humor, fazendo o grandalhão estourar em uma gargalhada grave e cavernosa. Que poderia ser tão assustadora quanto o urro de um animal selvagem com instinto de matar - não que essa fosse sua intenção. Uma lágrima escorria por um de seus olhos rasgados e queria descer pela cicatriz que cortava toda sua face.
— Miúdo… trés bien1. — A secava enquanto olhava para Joruk e Noe, agora retomando a sua postura séria habitual, como se não tivesse morrido de rir a instantes atrás, além de recolher a mão, uma vez que ninguém se dispôs a apertá-la, talvez fosse pelo medo que Joruk transmitia ao o ver. Por isso não se aproximava mais além disso, fazendo um aceno breve para o pequeno e o mesmo aceno, tocando a ponta de seu chapéu para Noe. Não gostava de deixar as pessoas desconfortáveis. — Bien sûr!2 Uma vez que estamos juntos neste ‘Exame’, nada mais ju--
    De súbito conseguia enxergar uma figura movendo-se tão rápido que uma pessoa sem sentidos afiados simplesmente iria ignorar. E esta se aproximava do rapaz chamado Makani Külana com o que parecia ser o intento de o atacar, colocando em um movimento de submissão. O que era terminantemente proibido, o Instrutor havia sido claro que os participantes não poderiam se atacar durante esse processo. Com isso na cabeça, conforme isso acontecia, Goto cobriu a distância entre ele e ‘Mak’ com apenas um passo, ficando diante dos dois no momento exato da gravata. O encarando, enquanto a sombra de seu corpo titânico cobria os dois, ambos parecendo menores do que antes, devido a súbita aproximação e a falta de distância.



Konoya3...  
    Sua face agora se desdobrava em uma careta amedrontadora, seus olhos expressavam nada mais que um intento feroz, seus músculos pareciam inchar enquanto todo seu corpo enrijecia e era notável ouvir alguns pontos da costura da roupa de Goto chegarem ao seu limite, querendo arrebentar. Sua voz não parecia ser casual como antes, agora era ríspida e ele não parecia estar falando a mesma língua que antes. No entanto, tudo não passava de uma brincadeira de amigos.
    Como iria saber? Nunca teve amigo algum se não seu avô.
— O-Oh… Le pardon4, acho que me preocupei demais, huh? - A mão que lentamente ia se levantando e formando um punho foi disfarçadamente levada até a sua nuca, onde coçava casualmente, rindo daquela situação um tanto quanto constrangedora. Não estava mesmo preparado para esse exame. — É o nervosismo tomando conta de meu corpo. Hirooki Goto,  au fait5. — Se dirigia ao jovem de cabelos vermelhos, não cometeria o erro de estender a mão e ser ignorado mais uma vez.
    Retornando ao enigma de Woong, Goto aproveitava a distância de Makani e tentava buscar algo no Diário de seu avô, talvez se lesse com mais atenção conseguiria tirar alguma pista. No momento que se virava para a sua mala, via a marca funda de seu braço no couro rijo da mala. Vítima do seu momento de fraqueza e nervosismo. Onde quer que Ono esteja agora, seu neto esperava que não pudesse ver nada, ou um castigo do além poderia cair sobre sua cabeça, já que aquela era a mala favorita do falecido. Estando com o diário em mãos, tentava procurar pelo “Don dos Dons”, sobre algum “Livro Perdido”... mas nada frutífero para sua busca. Esse ‘Exame Hunter’ parecia mais difícil do que pensava.
    Sua atenção era chamada, novamente por Makani, ele parecia ser um homem que grande capacidade de fazer amizades, Goto tinha que admitir isto. Guardou o livro em um dos bolsos de seu paletó e regressou ao outro grupo de pessoas, cada uma mais exótica que a outra - não que estivesse em posição de julgar alguém pelas aparências. Muito pelo contrário, gostava disso, e chegava sorrindo. Até mesmo reconhecia a mulher que havia o ajudado a entrar no exame, ficando surpreso com o fato dela ainda estar ‘presa’ naquele ponto junto com todo mundo. Quando chegava um jovem rapaz de sotaque fortíssimo estava falando, então para não o interromper, apenas acenou para cada um com um aceno silencioso, porém muito cortês e simpático.
    Se mantinha quieto enquanto todos pensavam e confabulavam sobre suas ideias. As dicas dadas por Jonathan pareciam um tanto quanto confusas, os questionamentos de Shannon pareciam fazer algum sentido. Mas nada parecia se encaixar na sua cabeça, o que se tornava cada vez mais preocupante.
    Sentia-se envergonhado por não ter se preparado o suficiente.



1: “Muito boa.”

2: “Claro!”

3: “Maldi...” [Do Japonês.]

4: “Perdão.”

5: “A propósito.”
avatar
Hirooki Goto

Mensagens : 2
Data de inscrição : 29/03/2018
Idade : 20
Localização : Paris, França.

Perfil hunter
Pontos de Vida:
140/180  (140/180)
Pontos de Aura:
60/60  (60/60)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Krest em Qui Abr 05, 2018 4:27 pm

O olhar de Krest não permitia que os demais participantes notassem o que ele pensava sobre cada um deles. Obviamente que alguns chamavam mais a atenção do que os outros, seja por motivos óbvios ou por motivos que nem mesmo o jovem conseguiria explicar. Por um momento a movimentação do gigante fez com que Krest ficasse completamente focado nele, tinham acabado de ouvir a breve introdução de Dexter Woong e ao que parecia alguém já seria eliminado da competição, entretanto Hirooki conseguiu parar a si mesmo antes de infligir a regra do Exame. O jovem não deixou de considerar que teria sido bom se o gigante tivesse eliminado a si mesmo, uma vez que Hirooki Goto o fazia lembrar de Andre, um estrangeiro que viveu em sua terra natal por dois anos. Não era maior do que Goto, mas certamente tinha uma estrutura física que faria a luta entre os dois ser interessante. E mesmo Krest não conseguia esconder que imaginava a cena deles, esboçando um sorriso para o gigante. Logo após o ocorrido o pequeno membro do grupo deles parecia ter assumido as rédeas das coisas, por um momento deixou a guarda baixa acreditando que ele iria somente brincar com a situação em que se encontravam, mas ao ouvir cada palavra de Jonathan o fez perceber: estava subestimando os demais. Felizmente a escolha de evitar interagir diretamente com os participantes havia permitido que ele entendesse a situação em que se encontrava, lembrar que todos estavam ali preparados para alcançar o título de Hunter. De qualquer forma o nome ''Don'' não lhe parecia estranho, Sasha poderia já ter comentado sobre alguém com esse nome anteriormente, mas nada parecia ser capaz de evocar sua memória. Já se imaginava em uma das piores situações possíveis, chegando a fechar os olhos para que se esforçasse mais e deixou sua mão esquerda cair sobre o pomo de seu florete. E isso foi o bastante. Não, ele não tinha alcançado a resposta da charada, mas a lembrança de Sasha o ensinando permitiu que soubesse o que fazer.

Marchez, huh? — A lembrança dos ensinamentos lhe recordou que precisava confiar não somente em si mesmo, mas também em seu florete. E então começou a mover-se em direção a Dexter Woong, passando por alguns dos competidores. Enfim parando, estando mais a frente de Noe e retirou seu florete, apontando-o brevemente para o examinador, mas a ponta afiada de sua arma branca foi ao chão no chão, posicionando a arma ereta no meio dos dois caminhos. Tinha decidido que Marchez iria escolher o caminho por ele. Antes dela cair totalmente para a esquerda segurou-a no punho, embainhando-a novamente. Sem comentar nada moveu-se para o caminho esquerdo. - 
avatar
Krest

Mensagens : 3
Data de inscrição : 31/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Ulrik Falsakar em Qui Abr 05, 2018 11:25 pm

Enquanto todos eles interagiam uns com os outros, bocejava. Quando Goto riu, bocejou mais alto ainda. Levou o dedo indicador direito até o ouvido e começou a cutucá-lo, em busca de cera pra tirar.

- Que caras chatos, não sei como o Mak consegue conversar com esses idiotas... - Pensava.

Logo, olhando praquele pedaço de cera que, em sua mente, lembrava a chatice de cada um daqueles boçais, o lançava pra longe com a unha e olhava pra cada um daqueles sujeitos com uma feição extremamente desinteressada, de desprezo extremo.
Então, um estalo. Dois. Três. Começava a mexer o pescoço de um lado para o outro, vertiginosamente, e estalos contínuos seguiam os seus movimentos rijos, ecoando pela balbúrdia da sala mais alto do que qualquer sonido humano. Em seguida, os dedos das mãos. Então, os músculos das costas. O garoto parecia em transe enquanto executava aquele ritual, que ecoava discretamente a assustadora e pérfida atmosfera do assassínio.

- Ai, ai, ai...

Recumpunha-se. Suas feições mudavam. Ainda exprimiram um descomunal tédio, o mesmo interesse de um guerreiro feroz em uma exposição de moda, contudo, diferentemente de antes, havia uma certa agressividade em seus gestos -- e uma virtude guerrilhista lhe deixava os olhos sob a forma de fogo.

- Ei, seu bunda mole...

Falava olhando para Goto, por cima do ombro.

- É, você aí. Todo engomadinho, todo se achando porque, na infância, devia ser um imenso saco de banha maior do que os seus amiguinhos... Olha pra mim, seu quatro olhos de araque!

Deixava a bainha a espada. Erigida, vil, terrível e excruciante, o aço da morte -- apontado contra o pescoço do imponente gigante.

- Vestindo um terninho, todo engomadinho... Me fala, onde você comprou isso daí tinha pra homem? Você tá se achando muito, seu barulhento. Fique sabendo que você é grande mas não é dois, e eu sou pequeno e não sou metade, morô? Gringo de araque!

O aço deixava o pescoço do oponente -- agora o apontava em direção à Shanon. Ia andando, fitando-a com a ponta da espada, como se incitasse, com os olhos, que iria perfurar o seu coração.

- E você, sua peituda? Quem você pensa que é colocando um decote tão vulgar assim? Você desonra até as prostitutas mais sujas vestida dessa forma -- consigo ver a sua coisa daqui. E essa sua cara de boneca de plástico, cara... Você se acha tão gostosa -- mas me dá nojo!

Cuspia no chão e agora apontava a lâmina para Krest.

- E você aí? Olha só esse seu cabelinho! Cara, parece uma peruca. Me diz, você tem vergonha da sua careca, cabelo de vovó? Não tinha uma loja melhor pra comprar esse lixo não? Você parece a vovó Mafalda com esse cabelinho!

Guardava a arma, tal como um imponente guerreiro. Seus olhos agora iam em direção aos seus parceiros: Noe e Jurok. Os olhos brilhavam com tanta ira que pareciam dois sóis explodindo.
Nada Ulrik respondia à proposta de seu antigo amigo, deixava com que a face, batalhista e imperiosa, respondesse por si: Quanto à Jurok, pode nos acompanhar se quiserem, se fosse capaz de sobreviver.......... Já para a menina, ia em direção a ela tal como um tirano violento -- parecia marchar. Parava em sua frente. A fitava dentro dos olhos com um fulgor inexorável -- a postura de um cavaleiro imponente. Então...

- Isso aqui é pra você...

Retirava de dentro da camisa uma pequena rosa amassada.

- Desculpe, ela ficou assim porque a trouxe comigo de uma longa viagem..... Óh, você é uma donzela! Desculpe-me por ter me referido a esses ímpios com um vocabulário tão baixo -- mas digo, era um vocabulário apropriado ante a abjeta presença de nossos concorrentes. Eu sou Ulrik Falsakaar, o guerreiro da espada Falsakaar, e sou um cavaleiro! Portanto, hei de protegê-la, donzela! Conte comigo nesse exame -- você não vai passar perigo algum, principalmente...

Ia em direção ao jovem Kiddo e lhe dava um forte peteleco na testa.

- Principalmente ter que ouvir os palavrões desse moleque. Óh, cabeçudo, cala a boca, cê tem mãe não?
avatar
Ulrik Falsakar

Mensagens : 2
Data de inscrição : 01/04/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
110/150  (110/150)
Pontos de Aura:
150/150  (150/150)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Sex Abr 06, 2018 2:10 pm

Ao ver a aproximação do maior diante do ruivo que chegava com a espada, o homem começou a andar vagarosamente esperando que eles começassem um embate. Mas as trapalhadas deles acabaram sendo ditas como uma mera desculpa... isso até o jovem Ulrik começar a se exaltar. 

Nem mesmo um segundo passou-se desde que ele sacara sua espada e apenas uma pós imagem do avaliador foi deixada para trás. 

Ele agora estava entre os dois, sua palma fechava-se frente a face de ambos os percursores daquele embate de palavras: Tanto Goto quanto Ulrik acabavam de receber sua primeira advertência:

- Se vocês não se comportarem, eu matarei os dois aqui... - Disse a voz imponente enquanto pressionava as têmporas de ambos e os erguia do chão. Apesar de ser bem menor que goto, ele acabava dando um pequeno salto enquanto segurava o peso de ambos sem mesmo uma pequena vacilação de seus músculos. -...Não transformem o sagrado exame numa competição de crianças mimadas!- Concretizou sua face com uma clara intenção assassina. Somente com o seu salto e velocidade segurando ambos era notável que ele realmente tinha força e vigor para isso. 

Olhou por cima dos ombros - subsequentemente todas as ações de Ulrik em relação aos outros (além de Goto) havia sido parada antes mesmo de nascer. - Vendo que Krest seguia o caminho da esquerda, restava os outros seguirem o mesmo passo. 

Caindo do ar, segurando ambos os competidores pelas têmporas e de certa forma tento o resto do seu punho travando a suas bocas. Chutou o maior no joelho quando chegou ao chão, fazendo ele ficar apenas ereto ainda pelo aperto que recebia no crânio. - Espero não precisar me repetir. - Respondeu ele encarando ambos dentro dos olhos e então os soltando. Após isso, como se num passe de mágica, toda a tensão que estava sobre ele subitamente fosse aliviada ele apontou para frente. 

- Graças aos seus amiguinhos. Se vocês não escolherem agora seus caminhos todos falharão... exceto Krest que já seguiu o seu caminho. . . Ainda assim não saberemos qual é o certo não é mesmo. - Bateu as palmas uma nas outras e sorriu. - Andem escolham o caminho, não é tão difícil... basta que façam logo isso. Sim? - Disse ele se afastando e então voltando ao centro de ambas as salas. 

Observou como todos pareciam relacionar-se entre si, uma vez mais. 

-Não se esqueçam, eu estou de olho em vocês... e aqui dentro eu sou a lei.  - Deu um sorriso debochado enquanto cruzava os braços. 

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Joruk Halgal em Sex Abr 06, 2018 2:15 pm


      Seguir ou não seguir Krest, era apenas com isso que Joruk agora se preocupava. Noe estava logo sentada no meio de todos eles e como previamente dito, ela era a única pelo qual não se sentia ameaçado. Se agachou do lado dela, sabendo que isso quebraria sua concentração.

      - Srta. Noe.... qual caminho devemos escolher? Desculpa eu sou meio burro, então não sei qual devemos ir - Praticamente ignorando toda a começão pela qual Ulrik e Goto estavam passando, mas principalmente ainda mais assustado com o avaliador. Se ele era capaz de erguer alguém tão alto como goto e praticamente o imobilizar com sua força, ele não queria irritar alguém como ele.

      Independente do que você escolher, eu acho que tenho mais chances de ficar vivo até o final se eu permanecer com você. Pode não parecer mas a minha especialidade é escapar do perigo. - Disse o garoto ainda agachado e esperando ela tomar uma decisão por eles. Fosse qual fosse, ele iria seguir-la.
avatar
Joruk Halgal

Mensagens : 6
Data de inscrição : 18/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
120/120  (120/120)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Sex Abr 06, 2018 2:35 pm

Rolando o dado de força, pro Shaka poder resistir ao chute. (d20 + 10 pra força do chute)

+12d20 + 10 de acerto pras ações dele. (6 pra cada)

Primeiro 6dados: Kenshiro
Segundos 6 dados: Shaka

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Admin em Sex Abr 06, 2018 2:35 pm

O membro 'Admin' realizou a seguinte ação: Lançar dados


#1 'D20' : 14

--------------------------------

#2 'D20' : 11, 11, 18, 18, 1, 19

--------------------------------

#3 'D20' : 14, 17, 1, 12, 18, 20

_________________
avatar
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 17/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de Aura:
99999/99999  (99999/99999)
Pontos de energia:
99999/99999  (99999/99999)

Ver perfil do usuário http://hunter-x-hunter.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Noe em Qua Abr 11, 2018 1:45 pm



Aquela barulheira estava dando nervos na garota, era como se seu fluxo de pensamento estivesse sido interrompido todas as vezes que tentava se concentrar, e olha que isso era difícil porque sua concentração até era muito boa. Ali tinha muita energia hostil, a deixava um pouco sufocada e desconfortável o que a fez abaixar a cabeça encolhendo os ombros deixando o som das brigas e comentários ficarem ao fundo, até que tudo se tornava silencioso.
Dentro da sua caixa mental, ela via tudo escuro, sufocante, sufocante de verdade, ofegante, ela se sentida de um jeito meio “oco” como se ela estivesse vazia por dentro, um vazio que era preenchido por um sentimento obscuro de ódio.

Não daria muito certo ficar naquele lugar, era melhor deixar que razão ficasse um tanto de lado nessa situação deixando o instinto agir. Se reergueu de forma abrupta segurando a mão de Joruk a arrasta-lo para o lado esquerdo, apenas esperou seu palpite, juntamente com as dicas dos outros estarem certas, no final qualquer coisa naquele exame parecia errado e perigoso. Damn... Como ela odiava pessoas.

_Vamos para qualquer lugar, qualquer lugar é melhor do que ficar aqui.. – Esperou que ele viesse com ela, se não de qualquer forma iria seguir, a outra mão livre encostou na florzinha torta que tinha recebido – e mal educadamente nem agradeceu. Suspirou trêmula dando um sorriso torto a si mesma.



“Que desgraça...”


Não se passaram nem 10 min e ela já estava em uma pilha de nervos excepcional, toda aquela calmaria de “vou conseguir” do começo sumira de forma tão abrupta que ela poderia até ficado confusa, isso claro, se ela não conhecesse seu humor tão mutável.

Prosseguiu, passos rápidos acompanhavam a trilha sonora da caminhada, um passo de cada vez.


.
avatar
Noe

Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2018

Perfil hunter
Pontos de Vida:
90/90  (90/90)
Pontos de Aura:
120/120  (120/120)
Pontos de energia:
40/40  (40/40)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 290ª Classe Hunter - A nova aventura.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum